DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE TRÊS LAGOAS/MS, DESERTOS VERDES E OS CATIVEIROS DE PAPEL

Autores

  • Cláudio Ribeiro Lopes UFMS
  • Napoleão Miranda UFF

DOI:

https://doi.org/10.22171/rej.v19i30.1870

Resumo

Pretende-se apontar as relações entre a direção político-ambiental para a região de Três Lagoas/MS, Bolsão sul-matogrossense, sobre as formas como se dá a industrialização do cerrado, com ênfase para a influência da indústria do complexo territorial eucalipto-celulose-papel e o potencial de geração de conflitos socioambientais a partir disso. Estreitos vínculos entre Estado e capital para o aporte de cifras efetivamente consideráveis de investimentos privados sem a devida contraprestação social e/ou fiscal e, acima de tudo, sem preocupações de quaisquer ordens com o balanceamento entre a industrialização crescente e ilimitada e o IDH no município e região podem estar no vértice dos problemas. Acrescente-se a isso a capacidade de apropriação de território pelos denominados desertos verdes, que já ocupam extensas áreas, bem como, a promoção pelo governo estadual do desenvolvimento econômico. Propõe-se investigar como as vinculações citadas desembocam nos cativeiros de papel.

Biografia do Autor

Cláudio Ribeiro Lopes, UFMS

Doutorando em Sociologia e Direito pela UFF (2014), Mestre em Direito pela UEM (2007), graduado em Direito pelo Centro Universitário Toledo de Presidente Prudente/SP (1990). Autor da obra "Delinquência ambiental: os limites do Direito Penal", publicada em 2014. Professor Adjunto na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS

Napoleão Miranda, UFF

Doutor em Sociologia pelo IUPERJ, Professor Associado na Universidade Federal Fluminense - UFF

Downloads

Publicado

2017-02-02

Como Citar

LOPES, C. R.; MIRANDA, N. DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE TRÊS LAGOAS/MS, DESERTOS VERDES E OS CATIVEIROS DE PAPEL. Revista de Estudos Jurídicos da UNESP, Franca, v. 19, n. 30, 2017. DOI: 10.22171/rej.v19i30.1870. Disponível em: https://seer.franca.unesp.br/index.php/estudosjuridicosunesp/article/view/1870. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Cidadania Social e Econômica e Sistemas Normativos